Como os PCs vão se sair frente aos novos consoles?

Publicado em 14 de janeiro de 2014 por Elievelton Da Silva 


WP Greet Box icon
Olá Visitante! Você é novo por aqui, talvez queira assinar o nosso RSS Feed para receber todas as nossas atualizações. Ou se preferir receba nossas atualizações por e-mail. É grátis!

Poucas rivalidades são tão antigas e persistentes quanto a clássica batalha entre os amantes de PCs contra os defensores dos consoles. E não é de espantar que as discussões acerca dessa tema tenham se aquecido com o advento da nova geração de vídeo games: mais poderosos do que nunca, o Wii U, o PlayStation 4 e o Xbox One parecem travar combates cada vez mais acirrados com os computadores montados especialmente para gamers exigentes. Na prática, qual deles se sai melhor e com melhor custo-benefício? As opiniões divergem, e muito.

A verdade é que, de fato, os PCs apresentam diversas vantagens atraentes para quem planeja investir em um item de entretenimento e não se preocupar com gastos excessivos posteriormente. Como dizem os apaixonados por games de computador, “o PC está sempre na nova geração”. Se você estiver disposto a gastar uma boa grana em uma máquina top de linha, só será necessário fazer alguns upgrades periódicos (processador, memória RAM e placa de vídeo) que com certeza sairão bem mais baratos do que a compra de um eventual PlayStation 5, por exemplo.

Além disso, não há como negar que a distribuição digital de games torna o preço dos jogos muito mais barato para os computadores do que para os consoles tradicionais. Enquanto a versão para PS3 e Xbox 360 de Remember Me custa R$ 139, a edição virtual para download é disponibilizada por R$ 89,99 na plataforma Steam, por exemplo. Já Metal Gear Rising: Revengeance foi lançado por R$ 33,49 durante as festas de fim de ano; quando estreou nos consoles da geração passada, a obra dificilmente podia ser encontrada por menos de R$ 99.

Como os PCs vão se sair frente aos novos consoles? [opinião] (Fonte da imagem: Reprodução/Wiki Notícias)

Cada vez mais poderosos

Ao que tudo indica, esse cenário não deve mudar no ano de 2014. A quantidade de equipamentos lançados no território brasileiro é cada vez maior – e, embora a maioria dos componentes ainda chegue nas gôndolas brasileiras com um preço muito superior ao mercado estrangeiro, eles conseguem chamar a atenção daqueles que gostam de atualizar a potência de sua máquina sempre que for possível.

AMD, por exemplo, lançou recentemente a Radeon R9 280X DirectCU II, que se mostrou um aparelho impressionante durante nossos testes e pode ser encontrado por cerca de R$ 1,2 mil. Já a Kingston, por sua vez, aproveitou a CES 2014 para mostrar suas últimas tecnologias de memórias DDR/DIMM voltadas para gamers profissionais: a companhia pretende lançar novos membros da família HyperX no segundo semestre deste mesmo ano, oferecendo equipamentos de alto desempenho por um preço razoavelmente justo.

Como os PCs vão se sair frente aos novos consoles? [opinião]Atualização de hardware é um dos principais atrativos do PC (Fonte da imagem: Reprodução/Bit Tech)

PCs e consoles têm a mesma estrutura, afirma a EVGA

De acordo com Jacob Freeman, gerente de produtos da EVGA, o computador já se tornou a plataforma definitiva para games. “Na verdade, a arquitetura do PS4 e do Xbox One é muito semelhante à do PC. Um computador é como um PS4 ou um One, só que melhor!”, destaca o executivo, que foi entrevistado pelo BJ durante a BGS 2013.

Para Freeman, os PCs também apresentam uma série de recursos adicionais que os video games clássicos ainda não apresentam, como compatibilidade com Surround View (configuração de múltiplos monitores que possibilita uma visão “panorâmica” do jogo).

“Por outro lado, a EVGA também oferece fornece ferramentas de softwares para gamers, como a EVGA Precision, que monitora a taxa de quadros e mostra a velocidade do clock enquanto você está no jogo”, complementa.

A verdadeira jogatina portátil

Outro argumento bastante utilizado pelos defensores do PC é a mobilidade oferecida por modelos de notebooks gamers disponíveis no mercado. De fato, ainda que tais notebooks tenham várias limitações no que diz respeito a upgrades técnicos, eles podem valer a pena para quem quer levar uma máquina poderosa na mochila e aproveitar umas partidinhas naquela viagem ou na casa de alguns amigos.

Embora tenha um custo bastante elevado, o ASUS Republic of Gamers G750JX é um belo exemplo de PC portátil de respeito. O aparelho é equipado com um processador Intel Core i7 de 3,40 GHz, memória RAM DDR3 de 32 GB e placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 770M de 3 GB DDR5. O Blade Pro, da Razer, não fica muito atrás: embora ainda não esteja sendo vendido no Brasil, o notebook pode ser adquirido em países estrangeiros por US$ 2.229 (cerca de R$ 5,2 mil sem impostos).

Como os PCs vão se sair frente aos novos consoles? [opinião]ASUS conta com uma série de notebooks voltados para gamers (Fonte da imagem: Divulgação/ASUS)

Máquinas a todo vapor

A Valve, por sua vez, parece querer dar uma resposta à altura nesta velha guerra entre consoles e computadores. As Steam Machines, que finalmente foram reveladas ao público durante a CES 2014, parecem mesclar com o maestria o melhor dos dois mundos: são enxutas, discretas, dotadas de configurações impressionantes e equipadas com um sistema operacional desenvolvido especialmente para utilização da plataforma Steam – campeã em oferecer bons jogos por preços baixíssimos.

Obviamente, não poderíamos deixar de citar também o Steam Controller, gamepad que poderá ser usado nas máquinas citadas e promete ser o produto perfeito para quem não consegue se adaptar ao teclado.

Como os PCs vão se sair frente aos novos consoles? [opinião] (Fonte da imagem: Reprodução/iFixIt)

Diferente do que muitos acreditaram durante o anúncio dos protótipos, as Steam Machines poderão ser customizadas e atualizadas facilmente de acordo com a vontade do usuário. O disco rígido, a placa de vídeo, o processador e a fonte são os componentes mais fáceis de serem trocados; os pentes de memória RAM exigem um pouco mais de trabalho, mas ainda assim podem receber upgrades.

Como os PCs vão se sair frente aos novos consoles? [opinião] (Fonte da imagem: Reprodução/Imgur)

E você, o que acha? Acredita que o futuro dos games está realmente nos PCs otimizados como as Steam Machines? Ou nada jamais irá substituir a experiência de jogar em um tradicional console de mesa?

Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/jogos/49111-como-os-pcs-vao-se-sair-frente-aos-novos-consoles-opiniao-.htm#ixzz2qPS0ZUGd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Compartilhe Agora esse conteúdo com seus amigos
Este artigo foi arquivado em Anuncios

Trackbacks

    Deixe o seu Comentário